Renato cobra esclarecimentos sobre falta de medicamentos para pacientes com glaucoma

Na tarde desta quinta-feira (15), a Câmara Municipal de Guarabira aprovou requerimento de iniciativa do gabinete do vereador Renato Meireles (PSB), solicitando da Secretaria Municipal de Saúde esclarecimentos sobre a suspensão do fornecimento de medicamento (colírio) para pessoas que estão fazendo tratamento de glaucoma.

Renato disse que há meses pacientes que necessitam do uso permanente do colírio estão sem receber o medicamento e a interrupção do tratamento pode ocasionar problemas na visão e até cegar.

“Os guarabirenses que sofrem de glaucoma têm que usar esse colírio todos os dias e a distribuição deveria ser feita todos os meses. A informação que chegou em nosso gabinete é que desde março não tem colírio no Centro da Visão e nós estamos solicitando esclarecimentos para saber o que está ocorrendo. Pessoa que não têm condições de comprar estão sem usar e podem até cegar, se o tratamento não tiver continuidade”, disse o parlamentar.

A doença

O glaucoma é uma doença ocular caracterizada por alteração do nervo óptico que leva a um dano irreversível das fibras nervosas e, consequentemente, perda de campo visual. Essa lesão pode ser causada por um aumento da pressão ocular ou uma alteração do fluxo sanguíneo na cabeça do nervo óptico.

Segundo alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS), são registrados 2,4 milhões de novos casos de glaucoma anualmente, o que totaliza 60 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, de acordo com a Sociedade Brasileira de Glaucoma, a doença atinge 2% dos brasileiros acima dos 40 anos.

COMPARTILHAR