Em reunião com vereadores e produtores, prefeito se compromete em implantar o SIM

O presidente da Câmara Municipal de Guarabira, Marcelo Bandeira (PSB), na sala de reuniões da Câmara, se reuniu na tarde desta segunda-feira (12) com o prefeito em exercício de Guarabira, Marcus Diogo (PSDB), para discutir a implantação do Serviço de Inspeção Municipal – SIM – aprovado em lei desde 2014 (veja a íntegra da lei abaixo), mas que ainda não foi efetivamente implantado.

Marcelo, que estava acompanhado das vereadoras Neide de Teotônio (PPS) e Michele Paulino (MDB), do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Guarabira, Rubens Fernandes, do analista técnico do Sebrae, João de Deus, e do diretor da Ovinocoop, Ednaldo Moura, fez ver ao prefeito da necessidade de se colocar em funcionamento o mais breve possível esse importante serviço.

A reunião, provocada pela Cooperativa de Ovinocultores, que está impedida de comercializar seus produtos, teve como objetivo principal reivindicar do gestor a instalação do SIM, visto que criadores dos mais diversos estão impossibilitados de comercializar já há aproximadamente cinco anos.

O prefeito Marcus Diogo se comprometeu em implantar o SIM. De acordo com o gestor, o último concurso realizado pela Prefeitura de Guarabira ofereceu vaga para cargo de veterinário e disse que tão logo o concurso seja homologado irá convocar um profissional da área para agilizar a implantação.

O presidente da Câmara disse que saiu esperançoso de que agora a lei possa ser colocada em prática e o serviço seja implantado.

“Todos que participamos da reunião com o prefeito Marcus Diogo ficamos satisfeitos com o que ouvimos dele, o seu compromisso em instalar o SIM, que já vimos há muito tempo cobrando. Temos feitos cobrança em pronunciamentos, temos sido procurados constantemente por produtores, mas somente a Prefeitura é que pode tornar isso realidade. Esperamos que em muito breve tenhamos o SIM em funcionamento em Guarabira”, destacou Marcelo.

O que é o sim

O Serviço de Inspeção Municipal é vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Pesca, e é responsável pela inspeção, fiscalização e comercialização da produção industrial e sanitária dos produtos de origem animal, comestíveis e não comestíveis, adicionados ou não de produtos vegetais, preparados, transformados, manipulados, recebidos, acondicionados, depositados e em trânsito no município.

Lei a íntegra da lei

COMPARTILHAR